• ABP

ABP TV: violência contra a mulher é tema do próximo programa

Atualizado: 8 de mar.


Embora seja cada vez mais debatida pela mídia, ONGs, instituições, espaços públicos e outros, a violência contra a mulher ainda é uma triste realidade que assola não só o nosso país, como todo o mundo. Engana-se, no entanto, quem resume a violência contra a mulher apenas à agressão física. A Lei Maria da Penha, uma das principais e mais conhecidas leis de proteção, prevê cinco tipos de violência: a física, psicológica, moral, sexual e patrimonial.


Como esses diferentes tipos de violência impactam na saúde mental da vítima? E na família? Qual tratamento deve ser dado a essas mulheres? Essas e outras perguntas serão respondidas no ABP TV especial Dia da Mulher, que acontece na próxima terça-feira, 08 de março, às 20h30.


Conheça os convidados:

  • Dra. Alcina Barros: secretária do Departamento de Psiquiatria Forense da ABP. Psiquiatra forense pela ABP e UFSCPA, doutora em Psiquiatria pela UFRGS, Médica Psiquiatra Judiciária do TJRS, membro da American Academy of Psychiatry and the Law.

  • Dr. Alexandre Valença: médico psiquiatra, especialista em Psiquiatria Forense pela AMB/ABP, Pós-Doutor em Fisiologia da Respiração pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, vice-coordenador do Departamento de Psiquiatria Forense da ABP.

  • Dr. Antônio Geraldo da Silva: médico psiquiatra, especialista em Psiquiatria Forense pela AMB/ABP, membro do comitê permanente de sessões científicas na Associação Mundial de Psiquiatria – WPA. Doutor pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto. Presidente da ABP.

  • Dra. Lisieux Borba Telles: Coordenadora do Departamento de Psiquiatria Forense da ABP. Professora do Departamento de Psiquiatria e Medicina Legal da UFRGS. Docente de la Maestría en Psiquiatría Forense de la UNLP. Diretora Científica, de Ensino e Pesquisa do Instituto Psiquiátrico Forense Maurício Cardoso.

O programa ABPTV é transmitido pelo Facebook da ABP, Canal ABPTV no Youtube, pelo Instagram da ABP (@abpbrasil) ou pelo site da Associação. Participe você também enviando suas perguntas pelos espaços de comentários das transmissões ou pelo Linha Direta no site da ABP, clicando aqui.