• ABP

ABP TV debate Transtorno de personalidade borderline


O transtorno de personalidade borderline é caracterizado principalmente por um padrão generalizado de instabilidade e hipersensibilidade nos relacionamentos interpessoais, instabilidade na autoimagem, flutuações extremas de humor e impulsividade, além do grande medo de abandono.


Padecentes deste transtorno possuem dificuldade de controlar sua raiva e muitas vezes se tornam inadequados e intensamente irritados. Eles podem expressar sua raiva de diversas formas, como por exemplo, fazendo uso de sarcasmo, amargura ou fala irritada. Após a explosão, eles muitas vezes sentem vergonha e culpa, reforçando seus sentimentos de que são maus.


Qual a faixa etária mais frequente de se diagnosticar o transtorno de personalidade borderline? Quais os principais sintomas são considerados para fechar o diagnóstico de borderline? Por que o borderline é comumente confundido com outros transtornos mentais? Essas e outras perguntas serão respondidas no ABP TV do dia 13 de julho, pelas doutoras Graziela Stein, Jackeline Giusti, Luisa Bisol e Suzzana Bernardes.



Dra. Graziela Stein: médica psiquiatra, Título de Especialista em Psiquiatria e Psicoterapia pela AMB/ABP, professora de Ética e Sistemas de Saúde em Psiquiatria, Diretora Tesoureira da Associação Psiquiátricas Cyro Martins.


Dra. Jackeline Giusti: médica psiquiatra, Mestre e Doutora em Psiquiatria pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - USP.


Dra. Luísa Bisol: médica psiquiatra, Doutora em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS, professora da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará - UFC.


Dra. Suzzana Bernardes: médica psiquiatra, Coordenadora da Câmara Técnica de Psiquiatria do Conselho Regional de Medicina de Alagoas (CRM-AL), Diretora da Associação Alagoana de Psiquiatria - AAP.


O programa ABPTV é transmitido ao vivo pelo Facebook da ABP, Canal ABPTV no Youtube, pelo Instagram da ABP (@abpbrasil) ou pelo site da Associação. Participe você também enviando suas perguntas pelos espaços de comentários das transmissões ou pelo Linha Direta no site da ABP, clicando aqui.