top of page
  • ABP

ABPTV debate Emergências psiquiátricas: abordagem da intoxicação

Atualizado: 29 de jun. de 2021


As emergências psiquiátricas são caracterizadas por qualquer situação de natureza psiquiátrica em que existe um risco significativo de morte ou injúria grave para o paciente ou para outros e que necessita de uma abordagem multidisciplinar.


Existem diversos tipos de emergências psiquiátricas e as geradas pelo abuso de substâncias são prevalentes em setores de emergência gerais e psiquiátricos, atingindo cerca de 28% das ocorrências em prontos-socorros, no Brasil.


Quais são os sinais de que o indivíduo está passando por uma intoxicação por abuso de substância? Quais devem ser os primeiros socorros até a chegada do serviço médico? Estas e outras questões serão respondidas pelos Drs. Flávia Ismael, Gislene Rocha e Leonardo Baldaçara no ABP do dia 29 de junho.


Conheça os participantes abaixo:


  • Dra. Flávia Ismael - médica psiquiatra, Doutora pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - USP, membro da Comissão de Emergências Psiquiátricas da ABP.

  • Dra. Gislene Rocha - Membro e secretária da Comissão de Emergências Psiquiátricas da ABP. Preceptora da residência de Psiquiatria e Psiquiatra do HUCF da Unimontes. Diretora Clínica e psiquiatra do SERDI da APAE de Montes Claros

  • Dr. Leonardo Baldaçara - Médico psiquiatra, professor da Universidade Federal do Tocantins e Doutor em Psiquiatria e Psicologia Médica pela Universidade Federal de São Paulo - Unifesp, Diretor Regional Centro-oeste e Coordenador da Comissão de Emergências Psiquiátricas da ABP.


O programa ABPTV é transmitido ao vivo pelo Facebook da ABP, Canal ABPTV no Youtube, pelo Instagram da ABP (@abpbrasil) ou pelo site da Associação. Participe você também enviando suas perguntas pelos espaços de comentários das transmissões ou pelo Linha Direta no site da ABP, clicando aqui.

Posts recentes

Ver tudo

As escolas são ambientes de aprendizagem e desenvolvimento social para os adolescentes, um local que deve ser reconhecido como seguro. Porém, infelizmente, muitos adolescentes vivenciam práticas de co

bottom of page