top of page
  • ABP

ABP TV aborda o tema “Como saber a diferença: esquizofrenia, psicose ou transtorno de humor?”

Atualizado: 25 de abr. de 2022


Embora sejam doenças psiquiátricas diferentes, alguns sintomas da esquizofrenia e do transtorno bipolar, principalmente em fase eufórica, se assemelham. Tais similaridades clínicas podem levar ao diagnóstico errado e, por sua vez, a indicações de tratamento inadequadas.


Por isso, saber diferenciar essas doenças é fundamental para que o paciente receba o tratamento correto. No próximo ABP TV, que vai ao ar no dia 26 de abril às 20h30, abordará o tema “Como saber a diferença: esquizofrenia, psicose ou transtorno de humor?”. Participam os médicos psiquiatras:

  • Dr. Alexandre Duarte Gigante: médico psiquiatra associado titular da ABP, Doutor em Psiquiateia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e especialista em Transtornos do Humor pela Universidade de British Columbia (Canadá). Docente da UNOESTE e preceptor do Programa de Residência Médica do Hospital Regional de Presidente Prudente.

  • Dr. Gerardo Araújo: associado titular da ABP. Possui mestrado (2007), doutorado (2009) e pós-doutorado (2013) em Medicina (Neurociências) pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Professor do Departamento de Psiquiatria e Psicologia Médica da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto.

  • Dra. Gilmara Peixoto Rister: médica psiquiatra associada titular da ABP, coordenadora da Comissão de Ligas Universitárias da ABP, Mestre em Ciências da Saúde e docente da UNOESTE. Preceptora do Programa de Residência Médica e Coordenadora do Polo de Atenção Intensiva em Saúde Mental do Hospital Regional de Presidente Prudente.


O ABP TV é ao vivo às 20h30 e é transmitido pelo Facebook da ABP, Canal ABPTV no Youtube, pelo Instagram da ABP (@abpbrasil) ou pelo site da Associação. Participe você também enviando suas perguntas pelos espaços de comentários das transmissões ou pelo Linha Direta no site da ABP, clicando aqui.

Posts recentes

Ver tudo

As escolas são ambientes de aprendizagem e desenvolvimento social para os adolescentes, um local que deve ser reconhecido como seguro. Porém, infelizmente, muitos adolescentes vivenciam práticas de co

bottom of page