Orgulho de ser psiquiatra: conheça a história do Dr. Juliano Moreira


Em 2019, a ABP realiza a sua campanha Orgulho de Ser Psiquiatra homenageando os grandes nomes nacionais da especialidade.

Nascido em Salvador em 1873, o homenageado desta semana é o Dr. Juliano Moreira. Ingressou na Faculdade de Medicina na Bahia aos 13 anos, graduando-se aos 18.


De 1903 a 1930, no Rio de Janeiro, dirigiu o Hospício Nacional de Alienados. Neste, embora não fosse professor da Faculdade de Medicina do Rio, recebia internos para o ensino de psiquiatria.


O Dr. Juliano Moreira foi o primeiro professor universitário brasileiro a citar e incorporar a teoria psicanalítica no ensino da medicina. Revolucionou as concepções e métodos da psiquiatria no Brasil, proporcionou inovações teóricas e práticas no que se refere à psique, contribuindo também para o desenvolvimento das produções científicas da Psicanálise e da Psicologia.


Filho de uma descendente de escravos com um português, foi um pesquisador que combateu o racismo científico. Fez história no atendimento psiquiátrico no Hospital Nacional Dom Pedro II, local administrado por ele por 30 anos e foi tutor de dezenas de novos psiquiatras formando uma grande escola psiquiátrica no Rio de Janeiro.