• ABP

Nota de falecimento: Aaron T. Beck, criador da terapia cognitivo-comportamental


Na última segunda-feira, dia 01 de novembro, morreu o psiquiatra americano Professor e Dr. Aaron T. Beck aos 100 anos de idade. Considerado o pai da terapia cognitivo-comportamental (TCC), abordagem desenvolvida na década de 1960, Dr. Beck deixa um grande legado para a Psiquiatria e a Psicoterapia.


Nascido em 18 de julho de 1921 na cidade de Providence, em Rhode Island, graduou-se nas Universidades de Brown e Yale, tornando-se, mais tarde, professor emérito no Departamento de Psiquiatria na Universidade da Pensilvânia.


Em 1994, fundou o Instituto Beck, junto com sua filha Judith, que já especializou mais de 25 mil profissionais de saúde na TCC. Além disso, inventou a Escala de Depressão de Beck e a Escala de Ansiedade de Beck, uns dos instrumentos mais utilizados na mensuração de sintomas depressivos e ansiosos.


"Devemos nos lembrar com muito orgulho e muita honra do Dr. Beck, que deixou uma grande contribuição para a Psiquiatria. A terapia cognitivo-comportamental beneficiará a humanidade para sempre", declarou o Dr. Antônio Geraldo da Silva, presidente da Associação Brasileira de Psiquiatria.


A ABP lamenta a partida do Dr. Beck e agradece imensamente pelas descobertas que ajudam diariamente as pessoas que padecem de transtornos mentais, devolvendo sua qualidade de vida.