• ABP

Departamentos da ABP promovem simpósios no Congresso Brasileiro de Psiquiatria


Todos os anos, os membros dos departamentos da Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP apresentam seus simpósios durante o Congresso Brasileiro de Psiquiatria - CBP. Sempre com temáticas atuais e de grande interesse dos médicos psiquiatras e demais profissionais de saúde, os simpósios enriquecem a programação científica do evento. As atividades aconteceram com as salas lotadas e contaram com a ativa participação dos congressistas, que sanaram suas dúvidas sobre os assuntos abordados.


Simpósio do Departamento de Psicogeriatria


O Departamento de Psicogeriatria foi o primeiro a promover a atividade, que aconteceu ontem, 06 de outubro, e destrinchou diversos aspectos sobre as demências. Participaram os médicos psiquiatras Tânia Ferraz, coordenadora do departamento; Dra. Silvia Merlin, vice-coordenadora do departamento; Ricardo Barcelos, e Alberto Stoppe Jr.


A Dra. Tânia Ferraz iniciou a rodada de apresentações com o tema “Avaliação neuropsicológica como baseline validade e aplicação na prática em idosos assintomáticos”. Durante a sua fala, a doutora ressaltou a importância do psicogeriatra realizar testes de avaliação, independente de haver queixa de sintomas de demência ou não.


“Existem vários testes, como o Mini Exame Estado Mental ou o Montreal Cognitive Assessment. No entanto, além dos scores, é fundamental que o psicogeriatra se atente aos detalhes qualitativos, como a história da vida do paciente, sua profissão, seus comportamentos, entre outros, que vão ser fundamentais para avaliar a condição de saúde do paciente idoso, tanto a cognição quanto a funcionalidade, que é a capacidade de desempenhar as atividades diárias”, destacou a Dra. Tânia.




Simpósio do Departamento de Psiquiatria Forense (PF)


No dia 07 de outubro, o departamento discorreu sobre “As variadas violências dos transtornos de personalidade”. A Dra. Lisieux Telles, coordenadora do departamento, abordou as violências do Transtorno de Personalidade Antissocial e do Transtorno Narcisista.


“A perícia muitas vezes vai ser o primeiro momento de contato com esses portadores, principalmente com o antissocial, porque como eles não sofrem, eles não procuram ajuda, normalmente chegam até nós encaminhados pela justiça, pelo cônjuge, pelo chefe, e não sabem o porquê estão indo ali”, explicou a Dra. Lisieux no início da atividade.


Também participaram o Dr. Alexandre Valença, vice-coordenador do departamento, falando sobre as violências do Transtorno Borderline, e a Dra. Milena França, que apresentou o tema violências do Transtorno Paranóide.



Simpósio do Departamento de Medicina do Sono (MS)


Também no dia 07 de outubro, o Departamento de MS abordou os “Transtornos do sono”. O coordenador, Dr. Almir Ribeiro Tavares apresentou o tema distúrbios respiratórios do sono; a Dra. Camilla Pina falou sobre transtorno de insônia e síndrome de pernas inquietas. Já o Dr. Rafael Brandes Lourenço falou sobre a sonolência excessiva diurna e Dr. Marcio Zanini encerrou a rodada de apresentações falando sobre parassonias.


Simpósio do Departamento de Psiquiatria da Infância e da Adolescência (PIA)


O departamento de PIA, formado pelos doutores Antonio Alvim Soares, Lílian Schwanz Lucas e Deisy Mendes Porto, convidaram duas palestrantes dos Estados Unidos para falar sobre os transtornos do neurodesenvolvimento.


A Dra. Anita Thapar apresentou o tema “O que acontece com as crianças com distúrbios do neurodesenvolvimento quando crescem e por quê?”, seguida pelo Dr. Birkan Tunç, que abordou a avaliação computacional do comportamento motor e social no autismo.