“Vício em jogos eletrônicos” é o tema do próximo ABP TV

Assunto de grande destaque na mídia neste início de ano, o vício em jogos eletrônicos é o tema do próximo programa ABP TV. De acordo com matérias divulgadas pelos grandes meios de comunicação, a Organização Mundial de Saúde estuda a possibilidade de incluir este tema na Classificação Internacional de Doenças – CID 11, como doença.

Sob o nome “Distúrbio de Games”, pode ser considerado transtorno um padrão de comportamento de jogo contínuo, vinculado a algumas questões negativas consequência do mau uso dos jogos digitais: descontrole da frequência, intensidade e duração; aumento da importância atribuída ao jogo; e a manutenção do comportamento nocivo.

Para falar sobre o assunto, o programa ABP TV da próxima segunda-feira traz os doutores Fernando Portela, Hermano Tavares e Walmor Piccinini, que compartilharão suas experiências clínicas e científicas acerca do tema. Conheça cada um dos convidados abaixo:

– Dr. Fernando Portela: médico psiquiatra, doutor em Ciência, pioneiro no estudo de lógica neural. fundador do Instituto Stokastos onde desenvolve pesquisa em estruturas cognitivas e computacionais, professor associado da UFRJ.

– Dr. Hermano Tavares: médico psiquiatra, Livre Docente da Universidade de São Paulo. Pós Doutor em Jogo Patológico pela Universidade de Calgary (Canadá) e em Psicofarmacologia pela Universidade de São Paulo – USP. Coordenador do Programa Ambulatorial do Jogo Patológico (PRO-AMJO) e Programa Ambulatorial Integrado dos Transtornos do Impulso (PRO-AMITI) do Instituto de Psiquiatria da USP.

– Dr. Walmor Piccinini: médico psiquiatra, pós doutor pela Universidade de Michigan (EUA), Walmor Piccinini é professor e supervisor de clínica psiquiátrica na Fundação Universitária Mário Martins de Porto Alegre.

Participe do programa ABP TV! Envie sua pergunta para serem respondidas pelos convidados: acesse o Linha Direta do Portal da Psiquiatria ou comente nas transmissões ao vivo pelo Facebook da ABP e Canal do ABP TV.

Comentários estão fechados.