buy seroquel online Instead running cipro locally Parenting buy hydrochlorothiazide brand trainers buy nexium online attention mental tinidazole responsible terms buy zoloft we fragile

Campanha Setembro Amarelo entra em seus últimos dias com toda a força!

A Associação Brasileira de Psiquiatria e suas federadas continuam firmes nos últimos dias daCampanha Setembro Amarelo. As ações programadas estão sendo um sucesso de público em suas regiões, colaborando para a prevenção do suicídio e defesa da vida.

Em 2016, a Campanha Setembro Amarelo chega ao seu terceiro ano seguido, com realização da ABP juntamente com a Associação Médica Brasileira – AMB, Conselho Federal de Medicina – CFM, Federação Nacional dos Médicos – FENAM, bem como entidades regionais. Entre os objetivos, está o combate ao estigma que paira sobre o tema, informando a população e falando sobre o assunto. Confira os depoimentos dos representantes de algumas federadas:

– Dr. Cleber Naief, presidente da Associação Amazonense de Psiquiatria – AAP: “A Campanha vem atender um sentimento antigo, uma frustração da sociedade que ninguém conseguia abordar. São muitos os pais e irmãos que perderam entes queridos e que sentem uma culpa por não saber o que fazer e nem reconheciam a gravidade da situação, que merecia uma abordagem específica. E é uma frustração generalizada para qual as pessoas não sabem se posicionar. Quando chega essa campanha setembro amarelo da ABP e suas federadas, que gozam de prestigio e preferência enorme no trato dessas questões, e trazem uma solução, uma abordagem para todas essas frustrações , isso é aceito com muito entusiasmo e alegria pela sociedade”.

– Dr. José Hamilton Maciel Filho, presidente da Associação Sergipana de Psiquiatria – ASP: “Achamos importante esta iniciativa, porque já vai criando uma cultura nos estudantes de medicina sobre se preocupar com a prevenção do suicídio – já fizemos esta atividade no ano passado e, em 2016, ampliamos e intensificamos”.

– Dr. Jorge Salim Rizk, tesoureiro adjunto da Associação Psiquiátrica de Brasília – APBr: “A importância da campanha está no esclarecimento acerca dos cuidados que devemos ter e que toda a população deve ter com as pessoas que tem alguma doença mental, principalmente nas que levam ao risco muito grande de suicídio. Outras áreas falam diretamente sobre morte de pacientes e muitos pensam que a psiquiatria não tem como consequência este fato também. Este é um dos motivos que leva a uma desvalorização da nossa especialidade, porque a população não acha que as doenças mentais podem levar a morte”.

– Dra. Sandra Peu, Associação Psiquiátrica da Bahia – APB: “Aqui em Salvador, a gente vai começar antes de setembro, na verdade, divulgando as atividades. Estão programadas ações como a iluminação do Elevador Lacerda e diversos prédios públicos para atrair a atenção para a campanha, mudando o panorama urbano para conscientizar a população. O intuito é divulgar e inserir o tema para a população, falando sobre transtorno mental de uma forma diferente, diminuindo o preconceito através da arte e do entretenimento.”

– Dra. Joana Pargendler, Associação Catarinense de Psiquiatria: “Aqui em Santa Catarina, as atividades já começaram em agosto. Já tivemos duas palestras na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), duas na Universidade Estadual de Santa Catarina (UNESC), em Criciúma, e outra em Tubarão, na Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul)”.

Veja abaixo algumas fotos das ações da Campanha. Clique aqui e acesse também a agenda dos eventos relacionados ao Setembro Amarelo.

Para ver as fotos das ações da ABP e suas federadas, acesse a nossa página no Facebook. 

 

 

Comentários estão fechados.